Skip to content

Goblins

A mitologia nórdica é repleta de seres fantásticos. Um deles é o goblin , criatura que se assemelha aos duendes. Apesar de serem levemente semelhantes, os goblins são conhecidos por ser uma espécie de monstro com hábitos um tanto quanto selvagens e que pregam peças de mau gosto nas pessoas.

Portanto, se você acredita na existência destes seres, é melhor tomar cuidado ao caminhar por trilhas e florestas. A seguir, conheça mais sobre esta lendária e popular criatura do folclore nórdico. Acompanhe!

A origem dos goblins

Ao contrário da maioria dos personagens pertencentes à mitologia nórdica, os goblins não possuem uma origem específica. Tudo o que se sabe é que suas histórias são provenientes do norte do continente europeu, como Noruega, Dinamarca, Finlândia, Suécia e Islândia.

O nome “goblin” tem como significado desonesto ou enganador.

As características físicas de um goblin

Embora tenham uma vaga semelhança com duendes e gnomos, os goblins são seres de aparência grotesca.

Um goblin é caracterizado pela sua cor de pele verde, nariz grande, orelhas longas e pontiagudas, presas e garras. Sua estatura é baixa como a de um anão, medindo em torno de 1 metro e pesando até 25 kg. Seus olhos têm uma variação de coloração entre o amarelo e vermelho.

Além da aparência assustadora, estas criaturas mitológicas usam como vestimentas peças escuras feitas de couro.

Os goblins são bastante sensíveis à luz do sol, e esta condição é outro motivo pelo qual eles vivem em ambientes escuros, úmidos e sombrios. O sol os deixa tontos e quanto mais tempo eles ficam expostos, mais frágeis e debilitados ficam.

Personalidade e comportamento dos goblins

Os goblins são frequentemente associados ao mal, mas diferente do que a maioria das pessoas acredita, estes seres não são naturalmente malignos, embora sejam primitivos. A sua maldade nada mais é do que o fruto da exclusão e rejeição da espécie perante outras raças.

Eles vivem em bando, uma vez que são desprovidos de força bruta e inteligência. Sendo assim, quando se sentem ameaçados, atacam em grupo. Os goblins vivem em cavernas ou cabanas situadas em vilas, pedreiras, pântanos e montanhas.

Estas pequenas criaturas malignas apreciam fazer brincadeiras de mau gosto, como por exemplo, desfazer afazeres domésticos, estragar alimentos, jogar pedras em telhados, além de fazer feitiçarias.

Ao contrário da maioria das figuras da mitologia nórdica, os goblins não são seres elementais. Inclusive, eles os consideram seus rivais, especialmente os gnomos e duendes, com quem costumam travar guerras.

Eles possuem seu próprio idioma, conhecido como “idioma ou língua goblin ”.

O goblin na cultura pop

Assim como outros diversos personagens da mitologia, os goblins também estão presentes na cultura pop. Por se tratarem de seres selvagens que pregam peças de mau gosto nas pessoas, eles normalmente aparecem em jogos, mais especificamente nos de gênero RPG, sendo bastante populares neste meio.

goblin também está presente em outras mídias, como filmes e desenhos animados, sempre representado como um ser maligno que vive em grupo.

Ao contrário de algumas espécies do folclore nórdico, em hipótese alguma você deve cruzar com ele ou solicitar a sua aparição. Os duendes e gnomos, por exemplo, são criaturas que podem ajudar os humanos em afazeres e até mesmo a realizar algum pedido, já os goblins não. Outro ponto que deve ser destacado é que, ao se deparar com um goblin evite olhar diretamente em seus olhos!

Se você gostou, não esqueça de avaliar o artigo

Avaliação: 5/5 (7 votos)
Por favor, ajude-nos a compartilhar esta página em suas redes sociais para que possamos alcançar mais pessoas que precisam de nossa ajuda nesses temas. Você só precisa clicar em um dos botões abaixo. Obrigado!

Participa, deixe seu comentário