Skip to content

Gárgulas

Gárgula
Gárgula. Imagem de Robert Powell

As gárgulas são monstros ferozes com um aspecto sinistro.

Estas criaturas voadoras têm asas de morcego, olhos incandescentes, pequenos chifres e a pele muito dura, coberta por uma capa mineral que fazem com que pareça que faz parte da fachada de alguns edifícios. De fato, normalmente são confundidas com ornamentações de catedrais, torres e cemitérios.

Originalmente, as gárgulas eram parte do sistema de drenagem do teto de edifícios, esculpidas em formas monstruosas às que um mago deu vida. Ao serem criadas artificialmente não precisam comer nem beber, quando atacam é somente pelo prazer que sentem em causar dor.

Habitam qualquer região subterrânea, onde acumulam os tesouros que roubam de suas vítimas, é habitual encontrá-las em ruínas e cavernas. No entanto, quando querem caçar, pousam no alto de torres e catedrais para ter uma melhor visão de suas possíveis vítimas.

Gárgula procurando sua presa. Imagem de Tiago da Silva

Gostam de surpreender suas vítimas com ataques surpresa, ficam imóveis como estátuas até que a presa fica a seu alcance e neste momento realizam o ataque. Também podem atacar fazendo mergulhos em pleno voo, usam esta tática quando não conseguem surpreender seu inimigo.

Existem duas subespécies de gárgulas:

Kapoacinth

É uma gárgula marinha que habita cavernas submersas. Seus principais inimigos são os elfos do mar e sereias.

Mágula

São as mais feias das gárgulas, sua pele é muito parecida com a pedra, é muito difícil não confundi-la com uma estátua. Possuem garras muito poderosas que usam para atacar.

Se você gostou, não esqueça de avaliar o artigo

Avaliação: 4.3/5 (3 votos)
Por favor, ajude-nos a compartilhar esta página em suas redes sociais para que possamos alcançar mais pessoas que precisam de nossa ajuda nesses temas. Você só precisa clicar em um dos botões abaixo. Obrigado!

Participa, deixe seu comentário